Viciados em Resultados

AltGrupo
AltGrupo

6 passos para construir uma página engajadora no Facebook

07/03/2014 Por: Alexandre Fattori

Juntando a nossa experiência prática com um pouco do que lemos por aí, chegamos a conclusão de que o sucesso de uma página no Facebook segue uma linha de desenvolvimento composta por etapas.

  • Público-alvo
  • Estratégia da marca
  • Posicionamento
  • Mensagem
  • Aparência
  • Mensuração

Público-alvo: Nessa etapa você decide com quem você deseja interagir dentre os mais diversos públicos que sua empresa se relaciona e que afetam o seu sucesso (os chamados stakeholders).  Você pode criar uma página para interagir com a comunidade, fornecedores, parceiros, clientes internos (funcionários),  clientes. Para este exemplo iremos definir como público-alvo os clientes atuais e potenciais. Mas esta etapa não é encerrada no momento que definimos com quem desejamos falar. Os insights sobre as características, comportamentos, necessidades e percepções dos stakeholders produzem retornos excelentes.

Geração

Tabela das Gerações de acordo com a idade.

 

 

 

 

 

 

Estratégia:  A estratégia é como um mapa rodoviário que orienta o marketing e proporciona clareza, contexto e inspiração para todas as demais áreas da empresa. Por isso ela é tão importante para as redes sociais. A rede social não pode estar com um posicionamento diferente dos demais canais da empresa como o site,  ponto de venda, propaganda (…). Ela deve reforçar e contribuir a percepção dos clientes a cerca do posicionamento pretendido.

Posicionamento: Podemos definir posicionamento como a forma que a empresa deseja ser percebida pelos clientes. Qual a posição que ela ocupará na mente do consumidor. Existe uma estratégia de posicionamento por toda trás de toda marca de sucesso.

Casos de sucesso:

Tênis: Na década de 50, todo mundo tinha um par de tênis brancos. De repente, os tênis foram redesenhados e reposicionados na mente dos consumidores. Foram dotados de e transformados  em símbolos de emancipação na metade dos anos 70, quando a Nike e a Reebok assimilaram o crescente interesse pela saúde, mudaram a percepção e elevaram os seus preços.

Água: Até 1980, a água da torneira tinha um gosto bom. A única coisa que ocupava a mente dos consumidores sobre água, era que eles deveriam beber 8 copos por dia. Mas então a moda do corpo saudável coincidiu com a piora da qualidade do fornecimento de água. Então algum esperto resolveu engarrafar a água, saudável e na moda. Agora, água de torneira readquiriu seu status devido à tendência de sustentabilidade.

Mensagem: As melhores marcas possuem uma voz própria e característica. Em todos os canais em que a empresa está inserida a mensagem deve ser fácil de identificar, centrada no consumidor e reforçar o posicionamento da empresa. É preciso harmonia, clareza e personalidade para envolver os consumidores, estejam eles ouvindo, lendo ou vendo. Cada mensagem deve oferecer um conteúdo relevante para informar, inspirar e alimentar o boca a boca.

Independente do foco, a linguagem deve ser direta, inteligente, simples e sólida. Elas funcionam bem quando analisam e aproximam o produto ou serviço dentro de um contexto que se aproxima do ponto de vista do cliente. E ah, não esqueça das imagens, elas captam a tenção do cliente, e são, portanto, indispensáveis.

Skol

Skol exemplo de bom post no Facebook

A Skol é um exemplo de empresa que consegue inserir bem o seu produto dentro do cotidiano jovem nas redes sociais. Ela utiliza muito bem a imagem para captar a atenção dos seus fãs e sempre sob um ponto de vista alegre e divertido, contexto onde o público-alvo insere esse produto dentro da sua vida.

Aparência: A aparência é definia pela cor, tipografia, movimento, proporção. Segundo Michael Bierut, da Pentagram; “você precisa tapar o logo e mesmo assim identificar a empresa porque a aparência e o sentido são bem característicos.”

Novamente estamos falando de consistência. É preciso ter um rosto, uma voz e ser exatamente da forma que está se divulgando. Não adianta a empresa prometer o mundo de experiência e não oferecer nada daquilo. É decepcionante, um “tiro no pé”. É preciso ser consistente, se posicionando de forma correta e verdadeira, e manter a coerência visual em todos os pontos de contato com o cliente, no nosso caso, as redes sociais.

Então, se você trabalha em uma grande empresa, trate de adaptar a sua identidade visual e todo seu material para essas plataformas.  Caso você esteja estruturando as redes sociais de uma pequena empresa e procurando inspiração, a dica é seguir páginas que você considera interessantes (tanto na apresentação quando no conteúdo) e adaptar para a sua identidade visual e realidade. Veja bem, não estamos falando de copiar, mas de se inspirar.

Listas de interesse no Facebook

Como criar listas de interesse no Facebook

Dica: Para organizar as páginas que você segue e não perder de vista, é interessante criar listas de interesse no Facebook e segmentar, por exemplo, páginas de boa aparência (para ter inspiração no que se refere ao design), bom conteúdo (para se inspirar em mensagens interessantes), concorrentes (para saber como está o nível e como está o seu trabalho em relação a eles no que se refere a qualidade de conteúdo, aparência e engajamento), páginas com público similar (para ter inspiração sobre o que engaja ou não). Depois de criadas as listas e adicionadas as páginas (lembre-se, esse é um trabalho contínuo, sempre que achar páginas interessantes, adicione), essas listas se encontram na “home” do Facebook, do lado esquerdo, logo abaixo das páginas, grupos e apps.

Bom, você já está a mil por hora, com sua página  alimentada, alguns fãs, as listas de interesse lhe provendo boas ideias, mas e agora? Como saber concretamente o que está dando certo ou não? É preciso ir além do curtir/compartilhar/comentar, mas antes, um alerta. O mundo está LOTADO de dados que nunca se transformam em informação. Não fique ansioso e tentando entrar de cabeça analisando tudo, provavelmente você não vai conseguir nada mais do que frustração. Pense nos seus objetivos, quais são eles? Você quer levar pessoas para o seu site e fazê-las comprar algo ou consumir conteúdo? Escolha algumas métricas com base neles e mensure.  Foque sempre em métricas de comportamento e não faça uma análise apenas no Facebook, veja como estão as visitas no seu site provenientes das redes sociais.  A seguir, algumas métricas interessantes:

Facebook Insights

Insights oferece informações valiosas sobre sua página.

  1. A aba When your fans are online mostra em qual dia da semana e qual momento do dia os seus fãs estão online, é uma métrica ótima para você saber qual o melhor momento para postar conteúdo.
  2. Ainda dentro da Aba Post, uma outra parte interessante de se analisar é a All Post Published que mostra o alcance  (Reach) de cada postagem (quantas pessoas potencialmente viram), assim como o engajamento (curtir/compartilhar/comentar) e os cliques. Dessa forma você pode definir qual conteúdo foi mais relevante para o seu público.
  3. Você pode acessar também Top Posts from Pages to Watch e ver quais foram as postagens dos seus concorrentes que foram mais engajadoras.
  4. Na Aba Visits, pode descobrir de quais sites, fora do Facebook, seus visitantes vieram.
  5. Na Aba People tem acesso a informações sobre quem curte a sua página, assim como o perfil que é alcancado e o que se engaja. Isso é importante para saber quem realmente participa e avaliar se está atingido o público correto ou não, e fazer as devidas alterações e correções de rota.
Facebook Insights

Insights oferece informações valiosas sobre sua página.

Lembre-se, os melhores resultados são atingidos quando se cruzam informações do site com a rede social.

Para concluir, aviso que o Facebook mudou bastante nos últimos tempos. Não é possível obter os mesmos resultados que antigamente sem investir em anúncios. Por isso, abra a carteira para resultados mais consistentes.

 

Alexandre Fattori
Sobre o Autor

Alexandre Fattori

Google Plus
Publicitário formado pela ESPM, pós-graduado em marketing pela FGV, especialização em marketing pela Irvine University of California. Sócio da Alt e consultor de marketing do SEBRAE e, acima de tudo, apaixonado por Marketing digital.

Comentários

comments powered by Disqus

Mais Posts

ALT Grupo

Av. Cristovão Colombo, 2156/303
Bairro Floresta - Porto Alegre/RS

ALT Blog