Viciados em Resultados

AltGrupo
AltGrupo

Como aumentar a otimização do seu site rapidamente

16/05/2014 Por: Alexandre Fattori

Otimizar um site é muito mais do que a implementação de estratégias necessárias a um bom ranqueado no Google e demais sites de busca. O objetivo final com a otimização do site não é apenas colocar o seu site no topo dos buscadores, essa é somente a forma pela qual iremos atingir o objetivo, que é conquistar o maior número de conversões possíveis em nosso site.
Essa interpretação faz toda a diferença pois muitas vezes se desenvolve um site pensando em robôs, rastreamento, posições (…) e se esquece que será uma pessoa, de carne e osso, com diferentes objetivos e tolerâncias a frustrações que estará ali na frente do computador para realizar uma ação. Dessa forma, podemos dizer que otimizar um site, na prática, é ir além do Google. É criar uma boa experiência ao usuário, independente do objetivo dele; comprar, ler, escrever e etc. Com isso em mente, temos que nos preocupar com alguns itens para oferecer uma boa experiência. Confira a seguir:

Velocidade do site para otimização:

A velocidade de um site é um requisito muito importante para oferecer uma boa experiência ao usuário, e, consequentemente, fator importante no ranqueamento de um site.

Site rápido melhora a experiência e usabilidade: Usuários de banda larga não aceitam esperar mais do que 4 segundos pelo carregamento de uma página. Para usuários de banda normal, a metade não aceita mais do que 6 segundos.

Velocidade e otimização de site

Site rápido é importante para SEO

A velocidade nos dispositivos móveis: Como você cuida dos seus usuários mobile? De acordo com a pesquisa feita pela Statista, os smartphones foram responsáveis por 17% do tráfego da web até julho de 2013, e o número só cresce (sem contar os tablets). Outro dado importante, 16% têm feito compras via esses aparelhos, mas 30% afirmam estar insatisfeitos pois a experiência de compra neles é muito lenta. Confira agora algumas dicas e cuidados para melhorar a velocidade do seu site:

  • Contrate um bom serviço de hospedagem: Um servidor que ofereça estabilidade e boa velocidade de resposta é essencial. Escolha com cuidado!
  • GZIP: Essa é uma dica do próprio Google. O conteúdo do site (HTML, CSS e JS) é comprimido e reduzindo em até 50% do volume do site.
  • Otimize as imagens: Prefira arquivos PNG a JPG e GIF.
  • Cookies: Reduza os cookies na requisição e na resposta
  • Cuide o excesso de plugins e widgets

 Versão mobile para otimização:

A tecnologia muda tudo em questão de meses. Hoje o seu site pode ser acessado de lugares e plataformas que você nem imagina. E cada vez que um usuário acessa o seu site é uma oportunidade de conversão. Preste atenção nos locais, dispositivos e ferramentas onde o seu site está sendo acessado e ofereça sempre uma boa experiência. Para começar, se você não gosta de perder nenhuma conversão, chegou o momento (ou já está passando) de pensar na versão mobile do seu site. Confira algumas informações: Segundo o Facebook, o site possui 350 milhões de usuários ativos acessando de plataformas móveis como tablets e celulares, imagina se eles resolvem clicar numa postagem que vai para o seu site? Aliás, conferiu a taxa de rejeição do seu site por dispositivo? Aposto que se você não possui uma versão mobile do seu site as taxas de rejeição estão altas para esses dispositivos.

  • 4 de 5 consumidores utilizam seus smartphones para comprar.
  • 86% dos usuários utilizam seus smartphones quando estão assistindo TV
  • 15% das vendas do varejo online foram através de dispositivos móveis.
  • A tecnologia mobile vem crescendo mais rápido do que a internet cresceu nos anos 90
  • 50% das buscais locais são feitas de dispositivos móveis
  • Se um usuário móvel não gostar do seu site, há 40% de chance de ele visitar o site do seu concorrente
  • Aproveite: apenas 35% das empresas tem sites adaptados para dispositivos móveis
  • 73% dos dispositivos de busca móveis desencadeiam ação e conversão adicional.

 CheckList de SEO

Antes de qualquer coisa você precisa analisar se o seu site possui tudo que é necessário para um bom ranqueado, se não você já começa atrás.

Elementos Html:

  • Title tag:
  1. Não maior que 60 – 80 caracteres
  2. Palavras-chave importantes no começo
  3. Cada title tag deve ser única
  • Meta Description Tag:
  1. Não maior que 155 caracteres
  2. Cada descrição deve ser única
  3. Boas descrições afetam a taxa de cliques nos sites de busca
  • Imagens:
  1. <img src=”img/keyword.jpg” alt=”keyword” width=”100″ height=”100″>
  2. Nomes de imagens: Cuidado com o nome das suas imagens. Nada de “xvdfd.png”. Coloque suas palavras-chave nos nomes das imagens.
  3. Alt: Reforce as palavras-chave novamente.
  4. Aplique as dimensões de sua imagem, mas cuidado; nada de redimensionar o seu tamanho. As imagens ficam pesadas e comprometem a velocidade do site.
  5. Associe o conteúdo do site com as imagens.
  • Heading:
  1. h1,h2,h3: O texto nos cabeçalhos tem mais destaque aos mecanismos de busca do que as palavras-chave no conteúdo do site, dessa forma, utilize palavras-chave nos cabeçalhos.
  2. Utilizar muitos cabeçalhos dilui a importância e o peso destes pela página, por isso, como boa prática, utilize apenas uma vez a tag h1 na página. Em páginas de muito conteúdo, como um blog, utilize os cabeçalhos h2 e h3 como título de parágrafos. Os cabeçalhos h4 e h5 tem o mesmo peso que as palavras de um texto comum.

• Domínio: Um ponto importante. Mecanismos de busca favorecem sites que possuem domínios antigos ou domínios com registros assegurados por longos períodos. Domínios antigos ou com longo período de registro denotam um comprometimento com o site, diminuindo as chances dele ser um spam.

• Hiperlinks:

  • Text Link:
  1. Limite a 150 os links por página
  2. Use “nofollow” para links pagos e links não confiáveis
  3. Nos links imagens, a tag alt serve como texto âncora

• URL Canônica: Páginas duplicadas do mesmo conteúdo  diluem a autoridade da página. Por exemplo: www.exemplo.com.br e www.exemplo.com.br/index.html. Para evitar:

  • Utilize <link href=http://www.example.com/ rel=”canonical” /> para apontar qual página deve receber a autoridade.
  • Dê preferência para as páginas www.exemplo.com.br

• URL melhores práticas:

  • Use palavras-chave descritivas nas URLs
  • Utilize os redirecionamentos 301 quando mudar a URL de uma página do seu site. Ela redireciona as pessoas que clicam em links antigos (antes da mudança da URL) para essa nova página e evita os famosos 404 (página não encontrada).
  • Procure por duplicação quando utilizar múltiplos parâmetros
  • Quando possível, use conteúdo no mesmo subdomínio para preservar autoridade de domínio.
  • Evite URL dinâmicas
Checklist de SEO

Checklist de SEO

• Google+ Autorship:

  • Testes já realizados mostram que postar seu conteúdo e vinculá-lo ao seu perfil do Google+ aumenta a otimização do seu site pois conferem mais credibilidade a ele.
  • Para aparecer nos resultados de busca do Google como autor de conteúdo: Link seu conteúdo ao perfil no Google+ <a href=”[profile_url]?rel=author”>Google</a> depois link o seu site na sessão “Colaborador de” do seu perfil Google+
  • Mais detalhes aqui

 Crie uma estratégia de Palavra-chave

Palavra-chave é uma palavra ou frase que as pessoas utilizam para pesquisar em sites de busca e assim acessar uma informação específica ou um tópico online. Cada vez mais pessoas estão acessando, clicando, consumindo conteúdo e convertendo através dessas palavras-chave. Você pode conseguir visibilidade tirando vantagem desse hábito dos usuários através da otimização do seu site para palavras-chave relevantes ao seu negócio. Apesar de não ser possível avaliar quais são as melhores palavras-chave que poderão trazer o público mais relevante ao seu negócio, você pode testar e analisar o quão eficiente algumas palavras-chave estão sendo em gerar fluxo de visitas e conversões. A seguir vamos ver como definir as melhores palavras-chave para o seu negócio. Quais são as mais relevantes e que podem maximizar as conversões no seu site. Pesquisas de palavras-chave são eficientes maneiras de obter insights sobre o seu negócio, e ter acesso a tendências de mercado. Vamos praticar: 1. Crie uma lista de 3 a 6 palavras-chave mais relevantes ao seu negócio.

  • Pense como o seu cliente pesquisaria seu serviço/produto. Não utilize o nome da sua marca. Pense de forma genérica, como uma pessoa sem preferências e prévias referências. Imagine quais palavras ou frases eles utilizariam para chegar ao seu negócio.

 2. Escolha as palavras-chave avaliando a dificuldade de conquistar boas posições e relevância.

  • Não pense em palavras como comuns como “roupas femininas”. Apesar de muito pesquisadas essas palavras-chave possuem uma alta concorrência e, consequentemente, um grande investimento de pesos pesados. Se você é uma PME (pequena ou média empresa), procure termos menos óbvios e lembre-se, quanto mais genérico uma palavra-chave, mais difícil é o seu ranqueamento.
  • Uma inspiração para esse processo é a estratégia do oceano azul. Procure termos menos óbvios, saia da caixinha. Há um oceano azul, límpido e sem tubarões para aqueles que ousam pensar diferente e tem coragem de agir.
  • Recomendo também o livro A Cauda Longa, de Chris Anderson. Ao invés de utilizar palavras-chave genéricas que empilharão seu site de visitas e poucas conversões (proporcionalmente falando). Pense em palavras-chave menos obvias e mais específicas, que encontrarão um usuário mais adiantado no processo de venda. Apesar do menor fluxo de visitas, você terá um número muito maior de conversões proporcionais. É a estratégia sniper x canhão.
  • Definidas as palavras-chave, agora você deve incorporá-las ao seu site. Colocar essas palavras-chave em lugares específicos e estratégicos.

Recomendamos a ferramenta Moz para escolher, avaliar e implementar suas estratégias de keyword. E relaxe, não estamos recebendo nada por isso 🙂

SEO e suas particularidades

SEO pode ser dividido em dois:

• On-page SEO: É tudo que está ao seu alcance, no seu site, que pode ser modificado e melhorado. Apesar de responder a apenas 25% no processo de avaliação e ranqueamento dos sites de busca, esta deve ser a etapa inicial de um trabalho de SEO pois melhora rapidamente a otimização do site. Aqui, resumidamente, a chave é proporcionar uma boa experiência ao seu usuário e conhecer as “regras” de SEO.

• Off-page SEO: Refere-se a autoridade do seu site na web, é o que os outros sites dizem sobre o seu. Como você imagina, reputação não é algo que se constrói da noite para o dia, e não se compra também, como muitos já tentaram “fazer”.

Tenha um Blog

Blog para otimização de sites

Blog para otimização de sites

Um site com um blog aumenta consideravelmente as chances de ser encontrado. Sem um blog, um site fica bem menos interessante para os usuários e para os sites de busca. A seguir, confira 3 dicas para tornar seu blog mais persuasivo e eficiente na conquista de clientes, conversões e audiência.

• Título: Crie títulos inteligentes e instigantes, desperte a curiosidade dos usuários e, claro, coloque palavras-chave para os robôs de busca.

• Texto: Cuide para que o seu texto esteja bem escrito e formatado. Assim você torna o seu conteúdo mais fácil de ser compreendido. Cuidado com os erros gramaticais, eles são fatores de ranqueamento (avise-me se notar algum aqui, ok?)

• Conteúdo Multimídia: Adicionar conteúdo multimídia torna um texto mais divertido e fácil de ser lido. Algumas pesquisas afirmam que textos com vídeos possuem 30% mais conversão do que aqueles sem.

• Links: Adicione links para facilitar os leitores a navegarem profundamente em um assunto. Seus links devem apontar para sites de terceiros ou, melhor ainda, para postagens antigas do seu próprio site.

• Call-to-Action: Todo conteúdo de blog deveria ter um chamado a ação (call-to-action) para gerar leads. Você pode ver como criar chamados a ação interessantes aqui. Essas foram as dicas para você implementar e cuidar no seu site. SEO é trabalho árduo, manual, persistente e constante. Para mais detalhes, navegue por nosso conteúdo.

Alexandre Fattori
Sobre o Autor

Alexandre Fattori

Google Plus
Publicitário formado pela ESPM, pós-graduado em marketing pela FGV, especialização em marketing pela Irvine University of California. Sócio da Alt e consultor de marketing do SEBRAE e, acima de tudo, apaixonado por Marketing digital.

Comentários

comments powered by Disqus

Mais Posts

ALT Grupo

Av. Cristovão Colombo, 2156/303
Bairro Floresta - Porto Alegre/RS

ALT Blog