Viciados em Resultados

AltGrupo
AltGrupo

Como criar bons anúncios no Facebook

20/03/2015 Por: Alexandre Fattori

O Facebook se consolida como uma ótima plataforma de anúncios de todos os negócios de todos os tamanhos. A rede social americana caminha a passos largos para a sua maturidade e, apesar de mais recente que o Google, o Facebook crescendo e já começa a ameaçar o domínio da gigante de buscas no quesito anúncios online.

A verdade é que Google e Facebook não podem ser vistos como concorrentes. O ideal não você ver as duas plataformas como Google ou Facebook, e sim Google e Facebook. Isso porque, como veremos a seguir, as duas plataformas possuem diferenças marcantes que resultam em diferentes resultados do ponto de vista do anunciante. Enquanto no Facebook você busca o cliente através de uma segmentação de perfil e interesses, no Google, o cliente te busca. Isso quer dizer que no Google o usuário já demonstrou um real interesse no seu produto ou serviço, ou seja, ela está em um outro estágio no funil de vendas.

Abaixo vemos o quadro do desenvolvimento de uma venda. Quando utilizo a palavra “problema”, me refiro ao sentimento de necessidade que antecede a compra de um produto ou serviço. A pessoa que precisa comprar um computador, possui um desconforto ou o problema de não ter o computador (acessar a internet, manipular programas…).

No primeiro estágio, o usuário  não “sabe” que precisa de algo, não há o “desconforto” que antecede a busca por uma solução. Muitas vezes, no Facebook, você atinge pessoas nesse estágio. A pessoa não sabe que precisa do seu produto e serviço.

Isso pode ocasionar em um menor CTR (taxa de cliques) ou engajamento com o anúncio. Já na segunda etapa, a pessoa já sabe que tem um “problema” e está buscando um fornecedor que poderá solucionar esse problema. Poderia se dizer que o Google é uma plataforma melhor por isso? Não exatamente.

Em alguns locais e mercados a plataforma está saturada de concorrentes, com um CPC extremamente algo. Já o Facebook continua a ser uma plataforma que, se bem trabalhada, gera bons resultados e com custos menores.

funil de vendas

funil de vendas

Mas vamos ao que interessa, a seguir elencamos algumas dicas para você realizar bons anúncios para os seus clientes ou a sua empresa.

Foque nas Personas

Ao invés de criar anúncios para muitas pessoas, foque nas personas. Se você não sabe o que é, trata-se construir um personagem representativo de seu target, que chamamos de persona. Para se chegar ao personagem representativo é necessário entender os seus clientes. Não é uma suposição ou “achismo”.

É necessário entrevistar, conversar, estudar e entender. Com base nisso, defina características como a idade, onde mora, o que trabalha/estuda, o que gosta de fazer e etc. Quanto mais informação disponíveis, mais precisos os anúncios e, consequentemente, melhores os resultados.

Teste Tudo

Teste diferentes designs e composições e diferentes audiências para encontrar a mais relevante.

Cuide da frequência

Quanto maior a frequência de um anúncio – número de vezes que um anúncio foi visualizado pelo usuário – piores são os seus resultados. É importante frisar que frequência não é uma métrica exata, ou seja, se os seus anúncios possuem uma frequência de 4, não quer dizer que cada um dos usuários viram 4 vezes os seus anúncios.

Alguns podem ter visto 2 vezes enquanto outros 6.

O número ideal de frequência varia de mercado, local (…). Mas segundo alguns testes realizados, um anúncio com frequência maior de 5 já começa a sofrer uma queda nos resultados. Se os seus anúncio estiverem com uma frequência maior, procure mudar o design ou o público.

relatório de anúncios facebook

relatório de anúncios facebook

Foque nas Métricas corretas

Você perder tempo olhando todas as métricas de uma campanha ou você pode ser produtivo. Gerenciar anúncios de forma consistente requer que você saiba administrar o seu tempo e para isso, é fundamental focar nas métricas corretas. Foque nas métricas que dizem o que cliente está “achando” do seus anúncios. São elas; CPA, CPC, Relevância, CTR, Taxa de Conversão e Frequência. Você também deve focar em métricas específicas do seu objetivo.

Não seja chato

Nada mais chato do que receber propaganda de produto ou serviço que você já comprou. Retire da sua audiência pessoas que já converteram usando Custom Audiences excludes. A não ser que você queria vender algo novo.

Monitore os comentários nos anúncios

Muita gente acaba esquecendo de monitorar os comentários dos anúncios porque eles não ficam tão acessíveis como as postagens. Por isso, preste atenção!

Monitore os comentários nos anúncios

Monitore os comentários nos anúncios

Acompanhe constantemente

Muitas campanhas, com o tempo, perdem performance. Para driblar essa tendência, mantenha 80% do seu orçamento em campanhas que entregam grande ROI e 20% para testes e descobertas.

Alexandre Fattori
Sobre o Autor

Alexandre Fattori

Google Plus
Publicitário formado pela ESPM, pós-graduado em marketing pela FGV, especialização em marketing pela Irvine University of California. Sócio da Alt e consultor de marketing do SEBRAE e, acima de tudo, apaixonado por Marketing digital.

Comentários

comments powered by Disqus

Mais Posts

ALT Grupo

Av. Cristovão Colombo, 2156/303
Bairro Floresta - Porto Alegre/RS

ALT Blog