Viciados em Resultados

AltGrupo
AltGrupo

Site responsivo ou aplicativo: O que é melhor para uma Imobiliária?

08/08/2016 Por: Alexandre Fattori

O que seria melhor para a sua imobiliária, um site responsivo ou um aplicativo? No começo de abril de 2016, a Fundação Getúlio Vargas publicou sua 27ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, um relatório que apontava que hoje já passamos dos 168 milhões de smartphones em uso no Brasil.

Esse número, só para se ter uma ideia, é maior até mesmo do que o de usuários de internet no país. Agora, o que é que as pessoas mais andam fazendo com esses celulares: navegando na web ou usando apps? Pois a resposta para essa pergunta pode apontar também a resposta para a outra dúvida do primeiro parágrafo.

Bem, para solucionar essas questões, alguns números bastante importantes dos 2 universos podem te ajudar, incluindo os prós e os contras de cada uma dessas tecnologias. Quer saber mais? Então, confira!

Site responsivo

Apesar de hoje muita gente passar boa parte do tempo de olho nas redes sociais, a busca por  informações no Google continua sendo importantíssima.

Duvida? Então, veja com seus próprios olhos esse gráfico que aponta o volume de buscas que as pessoas têm feito por termos como “comprar apartamento” em cada uma das grandes capitais do Brasil.

Impressionante, não é mesmo? Pois isso só aponta uma coisa: a falta que um bom site responsivo pode fazer para o seu negócio, afinal, a maioria dessas buscas do Google vem de smartphones.

Mas, para entender a fundo se essa pode ser uma boa solução para a sua imobiliária, vamos aos prós e aos contras dos sites responsivos:

sites responsivos

sites responsivos

Os prós do site responsivo

  • Baixo custo final: com apenas um código, sua empresa consegue estar presente em todo tipo de aparelho — tanto PCs quanto smartphones e tablets;
  • Otimização no Google: sites responsivos têm preferência no Google;
  • Aumento do tráfego: sites mais bem localizados em mecanismos de buscas tendem a atrair mais visitantes. Além disso, algumas estratégias de aumento de tráfego, como link building, só são possíveis por meio de sites (principalmente os responsivos).

Os contras do site responsivo

  • Conexão: mesmo com projetos como Google AMP resolvendo o problema de carregamento de conteúdo mobile, o site ainda depende da conexão do usuário para ser aberto.

Aplicativo

Desde que a Apple lançou a sua AppStore em 2008, os aplicativos têm mudado a forma como a gente se relaciona com os smartphones — que agora são uma espécie de canivete suíço de funções.

No entanto, segundo algumas pesquisas, como essa do The Verge, agora que as pessoas já estão se acostumando com a tecnologia mobile, o consumo de aplicativos tem se estabilizado, não sendo mais a febre que era até alguns anos atrás.

Por isso, apesar de nomes como Facebook, Instagram, Uber e WhatsApp continuarem crescendo na quantidade de utilização, o tempo de uso e o interesse por outros aplicativos só vem diminuindo.

Mas vamos aos prós e aos contras dessa tecnologia para entender se vale mais a pena um site responsivo ou um aplicativo:

redes sociais

redes sociais

Os prós do aplicativo

  • Maior velocidade de acesso: como eles já estão instalados no celular, os apps costumam abrir mais rapidamente — quando não precisam de conexão com a web, claro;
  • Marca: o usuário tem contato com a marca o dia inteiro.

Os contras do aplicativo

  • Redução do interesse por apps: como mencionei, estudos indicam que o interesse por novos apps tem começado a baixar a cada ano;
  • Custo de produção: mesmo que sua empresa tenha muita verba para ser investida na produção de um aplicativo, ela também precisará de um site responsivo. Logo, será preciso ter os 2;
  • Google: apps não ajudam a indexar o seu conteúdo nos resultados de busca do Google.

Site responsivo ou aplicativo?

Apesar de o número de smartphones em uso no Brasil só aumentar, as pessoas costumam usar os mesmos apps de sempre em seus aparelhos. E, como toda empresa, ainda mais uma imobiliária, ainda depende de ser encontrada no Google, a menos que seu negócio esteja com verba de sobra para investir nas duas tecnologias (site responsivo e app), é melhor apostar no que é garantido de ter retorno: o site responsivo. Mas é importante reforçar que se a empresa tem a possibilidade de contar com as duas ferramentas, pode ser uma boa estratégia apostar em um aplicativo com uma funcionalidade diferenciada. Algo que proporcione ao usuário uma navegação de pesquisa de imóveis superior, na qual ele não encontraria navegando por sites.

Respondida a sua dúvida sobre o que é melhor para a sua imobiliária, se o site responsivo ou aplicativo? Então, aproveite para deixar a sua opinião aqui nos comentários.

Alexandre Fattori
Sobre o Autor

Alexandre Fattori

Google Plus
Publicitário formado pela ESPM, pós-graduado em marketing pela FGV, especialização em marketing pela Irvine University of California. Sócio da Alt e consultor de marketing do SEBRAE e, acima de tudo, apaixonado por Marketing digital.

Comentários

comments powered by Disqus

Mais Posts

ALT Grupo

Av. Cristovão Colombo, 2156/303
Bairro Floresta - Porto Alegre/RS

ALT Blog