Viciados em Resultados

AltGrupo
AltGrupo

4 informações que você deve saber para ter sucesso ao abrir uma loja virtual

05/09/2016 Por: Alexandre Fattori

Abrir uma loja virtual amplia as possibilidades de sucesso e traz vários benefícios para a empresa.

Entre eles, podemos citar a expansão do alcance sem se limitar à distância, a oportunidade de atender um público bem maior, o processo de tornar sua marca mais conhecida e consolidada e o aumento do seu faturamento.

Ótimos pontos, certo?

Pensando na importância e nos cuidados que você deve ter ao se preparar para abrir uma loja virtual, juntamos algumas informações a respeito e preparamos esse passo a passo para te ajudar no processo de abertura de uma loja virtual.

Vêm comigo!

1º passo: escolher uma plataforma excelente para abrir uma loja virtual

A plataforma será, basicamente, a estrutura do seu site.

Você precisa garantir que ela tenha algumas características específicas para ter bons resultados, independentemente do seu ramo de negócios.

Mas quais são essas qualidades?

ropo

Responsividade 

Seu site precisa ser adaptado para dispositivos com resoluções de tela menores, como celulares ou tablets.

Isso vai facilitar o acesso móvel e seus clientes vão contar com seus serviços e produtos onde quer que estejam.

Tempo gasto no mobile e desktop

Tempo gasto no mobile e desktop

Integração

Sua plataforma precisa estar integrada aos sistemas de pagamento, às empresas de transporte e de entregas, às plataformas de anúncio como o Google, às redes sociais, e a uma outra infinidade de softwares, variando de acordo com o perfil que ela tiver.

Essa integração vai facilitar processos importantes como os de divulgação e de pagamentos.

compras sociais

E-commerce multi-plataforma

Otimização 

Suas informações precisam estar dispostas no site de maneira objetiva e clara.

Quando falo a respeito, penso em facilidade e praticidade: seu cliente deve poder acessar o site e efetuar suas compras sem complexidades, de um jeito bem intuitivo.

Segurança

Anote meu conselho: segurança nunca é demais — especialmente para seu cliente, que só vai comprar em sua loja se ela atender a vários requisitos de segurança.

O fornecedor dessa plataforma precisa garantir a segurança dos seus dados e das informações sigilosas dos seus clientes.

Para isso, ele vai se utilizar de recursos como sistemas com SSL, que protegem seu site de acessos de terceiros que desejam roubar informações.

Além disso, pense em adquirir, também, o Scan de Aplicação e IP, que faz uma varredura e identifica as possíveis vulnerabilidades no seu site.

SEO

Essa mesma plataforma de que falamos precisa preencher os requisitos para que o site obtenha um bom posicionamento no ranking de pesquisas nos sites de buscas.

A estrutura do seu site vai contribuir para a classificação de relevância, quando o cliente pesquisar pelos seus produtos nos mecanismos de busca, como o Google e o Bing, por exemplo.

2º passo: ter uma estratégia de marketing matadora

Sugiro que você dê uma olhada nesses dados publicados pelo Sebrae. O que você viu de relevante neles? Provavelmente, que o mercado de e-commerce cresceu 15,3% no ano de 2015 e tende a crescer mais 8% até o final de 2016. Mesmo com a crise.

Desenvolver estratégias de marketing e diversas ações que vão destacar seu negócio perante os concorrentes é uma atitude primordial para o sucesso da sua loja virtual. Mas como fazer isso, certo? Invista nas seguintes estratégias:

Mídias sociais

Você precisa estar presente nas redes sociais mais expressivas para os seus clientes em potencial, para poder alcançá-los no momento em que estejam planejando adquirir seu produto.

Assim, mais pessoas poderão conhecer seu negócio e seus produtos.

Lembre-se que é fundamental estar no lugar certo e na hora certa.

Não esqueça de investir em anúncios nestas plataformas.

mídias e redes sociais

A importância das redes sociais

Inbound Marketing

Pense também em oferecer vários motivos para seu cliente querer conhecer melhor a sua marca. Ofereça conteúdo interessante e relevante e você vai aproximá-los dos seus produtos.

Não esqueça de algo que chamo de alicerce de um bom site e que é composto por vários quesitos de usabilidade, por exemplo:

  • Navegação fluida;
  • Descrições completas dos produtos;
  • Fotos de qualidade;
  • Boas opções de pagamento.

Design

Sua marca precisa expressar de maneira fiel, intuitiva e agradável o objetivo da sua empresa, assim como o site precisa conversar com a sua identidade visual em aspectos importantes como:

  • Cores predominantes;
  • Texturas padrão;
  • Simbologias.

Uma página limpa, com design bem desenvolvido, vai contribuir para diferenciar seu site dos demais.

Categorias mais fortes do e-commerce brasileiro

Categorias mais fortes do e-commerce brasileiro

Comunicação

Fornecer meios de comunicação práticos e acessíveis vai cativar seus clientes. Aconselho dispor do máximo de canais de contato, pois consumidores se sentem seguros com empresas que respondem rápido. Experimente opções como:

  • Chat online;
  • Telefones;
  • Redes sociais, desde que você monitore e responda comentários e mensagens;
  • E-mails marketing;
  • FAQ, em que os clientes podem consultar dúvidas mais frequentes, na hora da compra,

Isso tudo é bem importante para manter uma boa comunicação com quem você pretende alcançar.

3º passo: pensar nas formas de pagamento

Vai ser fundamental oferecer ao seu cliente da loja virtual formas de pagamento compatíveis com as que você já oferece em sua loja física. Parcelamentos no cartão, boleto e depósito são três maneiras que precisam estar disponíveis.

Se você não tem ideia sobre como fazer a conciliação da plataforma com a conta bancária, calma! Vou esclarecer isso logo abaixo.

loja virtual cart

Intermediadores de pagamento

Os pagamentos realizados na sua loja virtual podem ser feitos por meio de intermediadores de pagamentos.

Você pode escolher uma empresa para intermediar as transações — como PagSeguro ou Paypal, por exemplo.

Eles cobram uma taxa por cada transação e pelo valor da compra, adiantam os recebimentos e ficam responsáveis por toda a verificação de segurança de cada compra. Pode ser uma mão na roda, hein?

Gateway de pagamentos

Essa é uma forma de integração entre a própria loja e as operadoras de cartão.

Nessa opção, será cobrada apenas uma taxa única por transação, os valores pagos cairão direto na conta da loja e toda a responsabilidade sobre a segurança da transação estará sob responsabilidade do e-commerce.

Segurança para lojas virtuais

Segurança para lojas virtuais

Segurança

Você precisará garantir a segurança de cada operação em seu site.

Por isso, conhecer plataformas seguras e monitorar os acessos é de extrema importância.

Seu cliente precisa se sentir seguro para fornecer seus dados pessoais e você deve garantir essa segurança, por meio de sistemas que vão garantir essa seguridade, como os que já citei acima.

Antifraude

Se você optar pela conciliação gateway, vai precisar de uma ferramenta de gestão antifraude, para evitar pagamentos fraudulentos, vindos de informações clonadas. Essa ferramenta de gestão vai ajudar a identificar e reprovar essas compras.

4º passo: fazer uma gestão eficaz

Quando se planeja abrir uma loja virtual, você precisa monitorar seus acessos para sempre evoluir o índice de conversões. Por experiência própria, sugiro algumas das mais eficientes. Veja abaixo:

Google Analytics

Por meio dele, você pode identificar por onde seus clientes têm chegado ao seu site. Vai ser possível saber se estão acessando pelas ferramentas de busca, pelos anúncios realizados ou por e-mail marketing, por exemplo. Também é possível conhecer o seu público e o comportamento de compra através dos relatórios demográficos. Além de saber qual canal (orgânico, anúncios no Google, Facebook, etc.) mais contribuir para gerar vendas ao seu e-commerce.

Relatórios demográficos no Google Analytics

Relatórios demográficos no Google Analytics

Sistema ERP

Esse sistema vai permitir que você tenha em mãos informações detalhadas sobre o perfil de seus clientes e como você poderá fazer para alcançá-los da melhor forma.

O ERP ainda automatiza seus processos, integrando os setores da sua loja e facilitando a gestão de emissão de notas, de estoque e de frete, simultaneamente. Tudo com o objetivo de estabelecer fluidez em cada processo.

Logística e frete

O armazenamento e a distribuição do seu produto não podem falhar. Você precisa administrar seu estoque, a qualidade de armazenamento e também garantir o envio seguro de cada pedido. Isso mantém a integridade do seu produto e garante a satisfação do seu cliente.

fidelizacao

Gestão da satisfação

É preciso mensurar essa satisfação que falei acima. Faça com que esse processo seja integrado ao de vendas permitindo, de maneira fácil e objetiva, que seu cliente responda perguntas que vão fazer você chegar ao resultado fiel sobre sua satisfação. Isso é muito importante para identificar as oportunidades de melhoria para seu negócio.

O passo a passo que citei resume as principais preocupações que você deve ter quando pensar em abrir uma loja virtual. Quer saber mais sobre esse processo? Deixe suas dúvidas nos comentários: garanto que você vai ter boas respostas!

Alexandre Fattori
Sobre o Autor

Alexandre Fattori

Google Plus
Publicitário formado pela ESPM, pós-graduado em marketing pela FGV, especialização em marketing pela Irvine University of California. Sócio da Alt e consultor de marketing do SEBRAE e, acima de tudo, apaixonado por Marketing digital.

Comentários

comments powered by Disqus

Mais Posts

ALT Grupo

Av. Cristovão Colombo, 2156/303
Bairro Floresta - Porto Alegre/RS

ALT Blog