Viciados em Resultados

AltGrupo
AltGrupo

Planejamento Estratégico: Se falta resultado, faltou planejamento

13/07/2015 Por: Emilia Fattori

Ter problemas faz parte de todo negócio. E se você optou por ser empreendedor, você tem um perfil especial: gosta de desafios, trabalha além da conta, é motivado, perseverante, muito provavelmente impaciente com o ritmo mais lento dos demais mortais, etc. É isto mesmo, você não chega a ser um ET, mas cá entre nós, ser empresário não é para qualquer um, ainda mais no Brasil.

Ficar sem dormir, trabalhar dia e noite, festejar que pagou a folha dos funcionários, mesmo sem ter recebido nada, parece ser lugar comum na vida destes corajosos. Entretanto, se a empresa já passou da fase inicial e continua neste ritmo, acenda o sinal de alerta. Neste caso você, possivelmente por não ter definido os processos, não consegue sair do nível operacional. É quando os empreendedores se auto-intitulam bombeiros, onde o dia a dia é apagar incêndios.

planejamento estratégico

planejamento estratégico

Planejamento

Quando um dono de empresa me faz este tipo de relato, fico com duas certezas. Além do planejamento não fazer parte do seu cotidiano, ele não está tendo resultados. Sem planejamento, o gestor passa correndo de um lado para outro. Sem tempo para dar o norte para sua equipe, os funcionários acabam “parecendo” incompetentes. As aspas é porque se formos mais a fundo a falta de planejamento é uma competência, ou melhor, uma incompetência do próprio gestor.

Toda empresa e toda pessoa possui inúmeras tarefas que precisam ser realizadas. Não havendo clareza do que é necessário fazer, somos invadidos pelas urgências, quando então se assume o já falado papel de bombeiro. Uma vez definidas as tarefas, o gestor passa para uma segunda etapa, que é definir a prioridade das mesmas, estruturando a melhor maneira de realizá-las e delegá-las, quando for o indicado. Dessa maneira, há uma concentração de esforços e utilização de recursos de forma mais eficiente.

Planejamento Estratégico

Existe um outro e fundamental nível de planejamento que é o estratégico. Ele envolve pensar a organização como um todo, relacionando com o ambiente, numa perspectiva de futuro e os meios de alcançá-lo. É um olhar para a situação atual, buscando os melhores meios para atingir a situação ideal. As principais etapas do planejamento estratégico são: identidade e filosofia a ser alcançada (visão, missão e valores); análise do problema, definição dos objetivos estratégicos e estratégias, táticas e plano de ação para viabilizar os objetivos definidos.

Exemplo Prático

Recentemente atendemos uma empresa reconhecida pela qualidade dos serviços prestados e o cumprimento dos prazos, num setor onde estes fatores são diferenciais. Os sócios da referida empresa, se envolvem diretamente nos projetos. O planejamento dos trabalhos, a questão operacional funciona bem, por isso há o atingimento dos prazos e a satisfação dos clientes pela qualidade dos trabalhos realizados.

Então qual o problema? O problema identificado é bastante frequente em clientes que prestam serviços. A energia está em resolver os problemas dos clientes. Neste caso, a empresa em questão ficava tão envolvida nos projetos técnicos destes que não tinha tempo para olhar para si própria. A metodologia do planejamento estratégico implica “olhar para fora”: Como se comporta o mercado? Quais as oportunidades e ameaças? Ela também implica em olhar para si mesma, identificando seus pontos fortes e fracos. Após este exercício, temos os subsídios para definir os objetivos. No caso em questão, a empresa se envolvia muito com os projetos em andamento se descuidando da venda de novos. Apenas quando os projetos terminavam é que iam a luta para captar os novos. Em um negócio onde o ciclo de vendas é longo, foram várias as vezes que o referido cliente manteve o custo fixo sem a respectiva entrada de valores. Problema identificado, estratégia definida: reforço em prospecção e vendas. Ok, falar é fácil, mas como fazer?

Aí é que entra a questão é tática: acompanhamento sistemático dos orçamentos realizados. Por ser uma empresa reconhecida pela qualidade dos serviços e atendimento dos prazos ela é muito solicitada nos orçamentos. Mas pasmem, por envolvimento direto dos sócios nos projetos, não existia a prática de acompanhar os orçamentos realizados. Acredito que o simples acompanhamento dos orçamentos de forma ativa irá aumentar significativamente a taxa de conversão dos orçamentos realizados versus projetos vendidos.

Conclusão

Se você captou a importância do planejamento tanto das suas tarefas diárias, semanais e mensais quanto do planejamento estratégico, eu terei alcançado o meu resultado. Por outro lado, prometo dar o retorno dos resultados alcançados do Plano de Ação do exemplo acima relatado.

Emilia Fattori
Sobre o Autor

Emilia Fattori

Graduação em psicologia pela Pucrs. Pós-graduada em marketing pela ESPM-RS. Consultora credenciada ao SEBRAE desde 2000 nas áreas de planejamento estratégico, marketing e gestão de pessoas. Experiência de mais de 20 anos em empresas familiares. Sócia da Altgrupo.

Comentários

comments powered by Disqus

Mais Posts

ALT Grupo

Av. Cristovão Colombo, 2156/303
Bairro Floresta - Porto Alegre/RS

ALT Blog