Viciados em Resultados

AltGrupo
AltGrupo

Posicionamentos nos anúncios do Facebook: Quais usar?

26/11/2018 Por: Altgrupo
Um estudo conduzido pela Adespresso mostrou que os posicionamentos escolhidos no Facebook podem afetar os custos em até R$ 4.
Isto por que as pessoas estão sendo cada vez mais impactadas por anúncios.

Um artigo de 2013 do estadão mostrava que…

Brasileiro vê, em média, 1,8 mil anúncios online por mês.

Este número aumentou, e muito, hoje.

90% das pessoas não conseguem prestar atenção mais do que 10 segundos em conteúdo online.

Você tem pouco tempo para captar a atenção.

Escolher o posicionamento correto, desta forma, é um fator chave para conseguir um bom resultado a um bom custo.
 
Confira alguns posicionamentos do Facebook e saiba quais escolher:

Facebooks

 
Feeds: São os que você vê com mais frequência e aparecem no desktop ou no feed de celular.
 
Instant Articles: Similares às publicações de feeds. Quando os usuários clicam, eles são levados para o seu artigo. Seus anúncios aparecem lá.
 
Vídeos in-stream: Pense nesses anúncios como um intervalo comercial. Os usuários que assistem a determinados conteúdos de alto valor podem ter seus vídeos interrompidos em um breve intervalo, onde serão exibidos seu vídeo.
 
Coluna direita: Esses anúncios existem desde os primeiros dias no Facebook. Na minha opinião, um posicionamento irrelevante e que pode ser caro.
 
Vídeos sugeridos: Quando os usuários terminam de assistir a um vídeo, eles verão uma lista de “vídeos sugeridos”. Você pode pagar para que seu vídeo apareça como uma dessas sugestões em vídeos relevantes.
 
Stories do Facebook: Essas campanhas têm taxas de engajamento antecipado bastante altas no geral e são excelentes para reconhecimento da marca.

Messenger 

Inbox: Os usuários que navegam na caixa de entrada do Messenger podem ver um anúncio completo da sua marca, assim como no feed. Como há menos conteúdo do que no feed, por exemplo, seu anúncio pode se destacar.
Stories: Stories são a mesma ideia dos do Facebook.
Mensagem Patrocinada: Atualmente, isso está disponível apenas com o objetivo “mensagens” e incentiva os usuários a enviar uma mensagem diretamente. O anúncio será exibido como uma mensagem na caixa de entrada, como se a marca tivesse entrado em contato com você.

Audience Network

Vídeos premiados: Esse canal não está para todos. Ele é projetado para aplicativos de jogos com jogos ativos para mostrar como é o jogo.
Vídeos in-stream: Esse canal funciona da mesma forma que nos feeds, apenas os vídeos estão ocorrendo fora do Facebook. Mesmas vantagens potenciais, mesmas desvantagens.
Nativo, banner e intersticial: Esses anúncios serão, no geral, visualizados em diferentes locais com outros aplicativos e sites para celular.

Instagram

Feed: Esses anúncios aparecerão no feed de um usuário e podem incluir imagens, anúncios no carrossel e/ou vídeos. Quando os usuários passam o mouse sobre o anúncio por tempo suficiente, o CTA aparece, incentivando-o a clicar.
Esses anúncios são a única maneira de obter links clicáveis no conteúdo do feed.
O único porém é que estes posicionamentos de feed do Instagram custam mais do que a média de outros posicionamentos, como o feed do Facebook.
Stories: Os anúncios de stories oferecem a opção de adicionar links “deslize para ver mais” para suas stories, mesmo que você não os tenha esta opção ativada no seu perfil.
Os anúncios de stories no Instagram resultaram em um ótimo engajamento e recall de anúncios para as marcas.

Qual devo usar?

Quando você veicula suas campanhas de anúncios, percebe que praticamente todos os posicionamentos estão ativados logo de cara.

Às vezes, quando executamos campanhas, vou em frente e deixo a maioria das veiculações ativadas.

Em outros casos, selecionarei apenas alguns posicionamentos.

Se você realmente deseja se concentrar no engajamento na plataforma com o propósito de prova social visível, por exemplo, faz sentido desativar  Audience Network ou campanhas de Messenger.

E se você está criando campanhas exclusivamente para stories, normalmente gosto de ter apenas o canal de stories ativado.

Esse conteúdo costuma ser muito diferente do que você apresentaria em outros posicionamentos.

É bom ter em mente que não se deve retirar um canal apenas pelo custo alto de se investir neste.

Instagram, por exemplo, geralmente tem custos maiores, mas oferece, também, ótimos resultados.

Texto traduzido de adespresso
Altgrupo
Sobre o Autor

Altgrupo

Google Plus
Publicitário formado pela ESPM, pós-graduado em marketing pela FGV, especialização em marketing pela Irvine University of California. Sócio da Alt e consultor de marketing do SEBRAE e, acima de tudo, apaixonado por Marketing digital.

Comentários

comments powered by Disqus

Mais Posts

ALT Grupo

Av. Cristovão Colombo, 2156/303
Bairro Floresta - Porto Alegre/RS

ALT Blog