Viciados em Resultados

AltGrupo
AltGrupo

Saiba como usar o e-mail marketing para o mercado imobiliário

30/04/2016 Por: Alexandre Fattori

Independentemente da área em que sua empresa atua, estratégias de comunicação e de marketing são sempre fundamentais para o crescimento e para o sucesso da empresa.

Dentre as diversas estratégias disponíveis atualmente para tornar sua marca mais presente e atuante no mercado, o e-mail marketing tem se mostrado um poderoso aliado dos profissionais na captação e na fidelização de clientes.

Definição

O conceito de e-mail marketing pode ser definido como o conjunto de táticas do marketing direto utilizadas na construção de um diálogo com o cliente, sempre se valendo de estatísticas e dados que porventura possam otimizar as campanhas.

É importante se ater ao fato de que para a bem-sucedida implementação desse modelo, é necessária a definição de normas e de formas de como a empresa atuará. Esse, de suma importância, depende de um estudo pré-definido, que deve ser realizado cuidadosamente.

Divisões

Quando se fala em e-mail marketing, automaticamente surge na cabeça das pessoas a palavra “vender”. Todavia, existem diferentes tipos de e-mail que são mais adequados a uma determinada demanda. Listamos alguns:

  • Comerciais: aquelas mensagens em que você bate o olho e vê a oferta. Feita justamente com o intuito de atrair rapidamente o leitor. Muito usada no comércio eletrônico, é uma mensagem disparada difusamente, atingindo perfis diferentes.
  • Newsletters: nada mais são do que e-mails informativos empenhados em fidelizar o cliente e oferecer informações relevantes ao público. De grande importância na captação destes.
  • E-mail de serviço ou transacional: a cereja do bolo. É um e-mail construído pessoalmente para um indivíduo ou público específicos, que demandam atenção especial. Começam a ser enviados à pessoa assim que ela se cadastra no site.

 

O e-mail marketing no mercado imobiliário

Apesar do surgimento de outras formas de conexão e de comunicação (Facebook e WhatsApp, por exemplo) no meio corporativo, sem dúvidas, o e-mail ainda figura como a principal forma de interlocução entre empresa e cliente. Acredite: a caixa de entrada de qualquer pessoa tem grande relevância.

No mercado imobiliário, isso não é diferente, e é por isso que o e-mail marketing se mostra tão valioso. Aqui, vão algumas dicas para você aplicar essa ferramenta de forma útil nesse segmento:

  • Avalie o seu cliente. Faça um estudo sobre em qual momento do dia seu cliente se entusiasma mais ao receber um e-mail. Perceba que, se for um período no qual ele está mais propenso a ler o conteúdo da mensagem, mais chance você tem de chamar a atenção dele e torná-lo uma lead.
  • Especifique seu público. Pequenos grupos são mais fáceis de atingir justamente por serem mais simples de entender. Esse tipo de tática aumenta e muito o CTR (Click Through Rate), que é a razão entre a quantidade de vezes em que seu anúncio é exibido e o número de vezes em que ele é clicado.
  • Após realizar alguns testes, busque encontrar em qual dia da semana seu cliente está mais apto a prestar atenção nas informações enviadas. Esse período pode variar de terça de manhã à quinta de noite.
  • Sempre coloque o seu nome se identificando. Isso é importante, pois mostra ao cliente com quem ele está falando e passa uma maior sensação de confiança.
  • Faça testes A/B. Se valendo de duas estratégias diferentes para atingir o seu target (uma arte gráfica com mais informação escrita e uma com menos são bons exemplos), compare e, depois de finalizar ambas, identifique qual delas teve maior taxa de receptividade do público. Isso é fundamental para tornar mais eficiente a captação de leads e fidelização.
  • Tenha bom senso. Tenha cautela com a frequência com a qual os e-mails são enviados. Muita informação pode saturar o cliente, então, defina as datas e os períodos de envio de forma cuidadosa.
  • Não envie apenas emails com imóveis. Saia do padrão. É claro que se o seu cliente está procurando imóveis ele vai querer receber opções de imóveis, mas procure variar o conteúdo com informações relevantes e dicas diversas. Pode ser sobre os bairros em que ele está pesquisando, sobre como avaliar um bom negócio,  etc. Divida com o seu cliente o conhecimento que você, um especialista, tem, e ele vai entender que precisa e pode confiar no seu serviço.
  • O e-mail marketing é uma forma de manter o seu cliente em contato com você e a sua empresa. Ele apoia o seu atendimento. Além disso, é bem menos invasivo do que um telefonema, torpedo ou WhastApp.
conteudo e a imagem

conteúdo e a imagem

Entenda a diferença entre SPAM e e-mail marketing

O SPAM pode ser definido como o recebimento de mensagens indesejadas pelo usuário na caixa de entrada. Pautada na publicidade realizada de forma parcialmente amadora e pouco eficaz, o envio de mensagens não solicitadas é um dos caminhos mais curtos para ganhar a antipatia do público, portanto, evite!

No e-mail marketing, a situação é o inverso: é o indivíduo que opta por qual conteúdo receber. Quando a pessoa se cadastra em um site de imobiliária, por exemplo, consequentemente receberá mensagens dessa mesma empresa com informações importantes e conteúdos úteis.

Viu como não tem segredo aplicar estratégias de e-mail marketing no mercado imobiliário? Basta planejar, segmentar e produzir conteúdos relevantes para fidelizar toda a sua base de contatos. Ficou com alguma dúvida? Então, conta pra gente nos comentários.

Alexandre Fattori
Sobre o Autor

Alexandre Fattori

Google Plus
Publicitário formado pela ESPM, pós-graduado em marketing pela FGV, especialização em marketing pela Irvine University of California. Sócio da Alt e consultor de marketing do SEBRAE e, acima de tudo, apaixonado por Marketing digital.

Comentários

comments powered by Disqus

Mais Posts

ALT Grupo

Av. Cristovão Colombo, 2156/303
Bairro Floresta - Porto Alegre/RS

ALT Blog