Como anunciar no Google Ads

anunciar-no-google

Que atire a primeira pedra quem passa um dia sem fazer uma pesquisa no site de buscas mais usado do mundo.

Com poucos cliques, já se tem absolutamente resposta para tudo.

Anunciar no Google, no entanto, não é um bicho de sete cabeças, como muita gente pensa.

O Google Ads é uma estratégia básica para um bom planejamento de marketing digital.

A ferramenta, quando bem utilizada, permite excelentes resultados, como mais engajamento e o aumento do número de visitas a um site.

E a boa notícia é que sua empresa ou marca não precisa ser de grande porte.

Pequenos negócios colhem ótimos frutos, quando executam boas estratégias via Google Ads.

Aliás, nós da Alt Grupo, uma agência digital, somos prova disso!

No artigo de hoje, vamos desmistificar brevemente a plataforma de anúncios do Google.

Vamos aprender? Boa leitura!

Você vai ficar sabendo neste artigo:

- O que é Google Ads?

- “Anunciar no Google é difícil. Eu não consigo!”

- Onde anunciar no Google?

- Para que público anunciar no Google?

- Passo a passo

- Anunciar de graça

- Tipos de campanha

- Youtube: campanhas de vídeo

- Planejador de palavras-chave

- Estratégia de lances

- Analisando a concorrência

- Públicos não relevantes

- Integrando Google Analytics e Google Ads

- Atribuição: o que é?

- Conclusão

O que é Google Ads?

O Google dispensa apresentações.

Uma das empresas mais valiosas do mundo, ela surgiu em 1998 e pouco tempo depois já era consagrada a ferramenta de buscas mais utilizada do mundo.

Para se ter uma ideia, mais de vinte anos depois, o fenômeno é tão grande que a cada segundo são feitas milhões de buscas na plataforma.

Então pense conosco: todo esse tráfego deveria ser rentabilizado de alguma forma, certo? Assim começaram a existir os links patrocinados, por volta de 2001.

Nascia o Google Ads, ainda chamado de Adwords.

Se você já está nesse meio há um bom tempo, deve lembrar que antigamente, os anúncios eram apresentados no topo da página, antes dos resultados orgânicos.

Posteriormente, surgiram as opções laterais e outras ao final da página.

Mas sempre foi o topo dos resultados de busca o local mais visado.

75% dos cliques nos resultados de busca ficam com as 3 primeiras posições

Isso porque, estatisticamente, é superior a 80% a porcentagem de pessoas que não visualizam os resultados a partir da segunda página do Google.

Muito além do patrocínio de palavras-chave, existem diversas opções de anúncios na plataforma, conforme exploraremos a seguir.

Ou seja, ao terminar esse artigo, você saberá tudo sobre como anunciar no Google mesmo!

“Anunciar no Google é difícil. Eu não consigo!”

Como qualquer coisa que se começa a aprender, o início pode parecer difícil, mas, aos poucos, as coisas se encaixam e fazem todo sentido.

O erro que você não pode cometer é iniciar por conta própria sem saber nada: muita gente apenas “larga dinheiro” na plataforma, esperando que ela opere milagres.

Dica: se for para ser assim, nem faça!

É normal que somente quem já esteja familiarizado com o Google Ads entenda os termos básicos da plataforma, a exemplo do leilão de palavras e do custo por cliques (CPC).

Mas não tem problema não entender.

É para isso que cursos e parceiros como a Alt existem: para fazer o investimento dos seus anúncios render.

Mas se você continuar lendo até o final, prometo que terá uma visão bem clara de como iniciar ou ampliar de forma significativa seus resultados na plataforma de anúncios do Google.

No momento, decidimos apenas inserir essa dose de coragem para fazer você seguir a leitura deste artigo.

Onde anunciar no Google?

O Google está sempre passando por atualizações.

Entretanto, atualmente, pode-se anunciar em quatro canais principais no Google: na rede de pesquisa, rede de display, YouTube e Google Shopping (uma espécie de vitrine virtual, na qual você paga para o seu produto aparecer). Em outras palavras, os anúncios podem ser veiculados como:

- Resultados de pesquisas no buscador;
- Banners em sites específicos que você direciona;
- Banners em canais diversos, segmentados pelo interesse do público que você segmentar;
- Banners em aplicativos;
- Banners no YouTube;
- Vídeos no YouTube.

Ou seja, animações, vídeos, fotos, gráficos e até campanhas em aplicativos figuram entre as diversas opções para os anunciantes.

Isto significa que se você ainda pensava que Google é igual a palavra-chave, é hora de se atualizar!

Vamos ver mais sobre os tipos de campanhas mais para frente.

Para qual público anunciar no Google?

Esta resposta quem pode dar é você mesmo.

No tópico anterior, a gente mostrou que existem muitas possibilidades de anúncios.

Agora é com a sua empresa: onde está o seu cliente? Onde está o cliente que você quer alcançar?

O bom desempenho dos anúncios presume boa segmentação de público.

E você não pode ser raso.

Estabeleça uma estratégia poderosa, de modo a contemplar exatamente o perfil do cliente que você quer atingir, por idade, região e afinidades, pelo menos.

Considere sempre que uma boa experiência do usuário online conta muito na hora da decisão de compra.

Anunciar no Google: Passo a passo para iniciar

Agora que você entendeu a importância da segmentação do público e também já viu que existe uma infinidade de formatos, vamos tentar esclarecer por onde começar.

Passo a passo para começar a anunciar no Google

Antes de mais você precisa criar uma conta no Google Ads.

começar a anunciar no Google

Para iniciar, acesse: criar conta no Google Ads

Você deverá usar uma conta Google (Gmail).

Se não tiver uma, crie.

Após, deverá configurar a sua primeira campanha.

Ela será o tipo de campanha chamada de SMART (inteligente), que utiliza a inteligência artificial do Google e automatiza grande parte da configuração e gestão.

criar campanha inteligente no Google Ads

Após escolher o seu objetivo (ligações, leads ou vendas pelo site ou visitas presenciais ao seu estabelecimento), você será direcionado para a próxima tela.

Nesta etapa, informará ao Google se deseja permitir que ele use as informações da sua conta do Google Meu Negócio para otimizar a criação da campanha.

Pode aceitar, caso queira mudar alguma informações, você poderá editar depois.

Criando campanha smart através do Google Meu Negócio

Depois, você definirá onde as pessoas serão direcionadas após o clique no anúncio.

Você pode escolher entre o seu site ou a página do Google Meu Negócio.

Sugiro fortemente que você escolha o seu site.

destino da campanha smart

Vai aparecer esta tela de verificação com o seu site.

Se estiver correto, siga clicando no botão "próxima".

confirmação de site na configuração da campanha smart

Chegou a hora de criar o seu anúncio.

Escreva um texto usando os benefícios, características e diferenciais do seu serviço/produto/empresa.

Pode ser interessante iniciar o anúncio com uma pergunta que você sabe que o usuário está buscando, exemplo:

Procurando Imóveis no Moinhos?
Procurando Empresa de Limpeza?
Quer Desenvolver seu Logo?

Também pode ser interessante iniciar as palavras do seu anúncio com letra maiúscula.

Alguns estudos mostram que isto facilita a leitura, mas evite letras em caixa alta nos artigos e preposições, pois poderá deixar estranho o anúncio.

Ah, e não esqueça (isto é MUITO importante) de inserir as palavras-chave nas quais você deseja que seu anúncio apareça dentro do seu anúncio.

Quer saber como criar excelentes textos para os seus anúncios?

Baixe um material exclusivo sobre como criar anúncios incríveis (copy, como escrever anúncios que vendem)

escrevendo o texto do anúncio de campanha smart do Google

É hora de definir as palavras-chave!

Escolha até 10 termos que vão acionar os seus anúncios.

No exemplo, como vocês devem ter notado, estou criando anúncios para impactar empresas que buscam agências para realizar os seus anúncios no Google (interessado?)

escolhendo as palavras-chave da campanha smart

Depois das palavras-chave, é hora de definir onde os anúncios vão aparecer.

Você pode escolher cidades, estados, países, endereços, etc.

definindo locais da campanha smart

Defina o orçamento.

O Google lhe oferece algumas opções prontas, mas é possível escolher qualquer outro valor no botão "Inserir seu próprio orçamento".

definindo orçamento das campanhas smart

 Assim que definir o orçamento, o Google lhe direciona a uma página de revisão dos dados da campanha.

revisao

 

Se tudo estiver certo, insira dados de pagamento (boleto, cartão) e é só finalizar!

 

Importante ressaltar que, a campanha SMART é apenas um tipo de campanha.

Existem muitos outros que voce deve utilizar.

Mas a campanha SMART pode ser uma boa forma de iniciar.

De olho em bons resultados

Aonde você quer chegar?

Precisa de mais tráfego no site?

Mais vendas diretas no seu ecommerce?

A partir de campanhas bem estruturadas, é possível ter retornos muito $atisfatório$!

O Google Ads não é um bicho de sete cabeças

Uma vez estabelecidos os parâmetros, palavras-chave, segmentação e orçamento, as campanhas irão para aprovação do Google.

Se tudo estiver certo, logo começam a rodar. Aí então entra uma fase muito importante: o monitoramento.

Portanto, engana-se quem pensa que basta “injetar” dinheiro”.

Quando as campanhas vão ao ar, o seu trabalho estará apenas começando.

A gente explica o porquê maid para frente.

“Não tenho dinheiro para anunciar no Google”

Mesmo campanhas de baixo orçamento, desde que devidamente estruturadas, conseguem um excelente ROI – retorno sobre investimento.

Muitas vezes, inclusive, com mais resultados do que campanhas de grande porte.

Mas então, qual o segredo?

Já dissemos ao longo deste artigo: focar no que é relevante para o público que você deseja atingir.

Não tem erro!

Ainda que sua empresa tenha pouco dinheiro destinado ao Google Ads, haverá uma forma de anunciar assertivamente.

E se você deseja um conselho de ouro, a Alt lhe entrega: investigue a concorrência.

Quem são eles no Google?

O que, como e quando anunciam?

Onde se posicionam?

Os anúncios costumam variar?

E para onde o usuário é direcionado?

Anunciar de graça no Google?

Vamos ser diretos: sei que existem alguns sites que prometem ser possível anunciar de graça no Google, mas não, não existe como.

O máximo que você vai encontrar são cupons para investir na qual você insere um valor de crédito na plataforma do Google Ads e o Google lhe dá um bônus.

Por exemplo, créditos de 50, 100 e 150 reais.

É uma boa forma de iniciar com uma ajudinha do Google.

Abaixo um exemplo de um dos cupons que nos referimos (este, no caso, é antigo, ainda do Google Adwords).

cupom antigo do Google Adwords

Mas se não existe como anunciar no Google de graça, o que existe?

Muita gente fala do Google Meu Negócio como uma forma de anunciar de graça no Google, mas não tem nada disso.

O Google Meu Negócio é a plataforma para negócios locais do Google.

Quando alguém pesquisa pela sua empresa no Google, aparece um pequeno perfil ao lado direito dos resultados de busca com informações de contato, avaliações e fotos do seu negócio.

Veja a imagem abaixo do perfil do Google Meu Negócio do cliente Werle Comercial.

perfil Google meu Negócio

Ele também aparece no Maps do Google quando um usuário pesquisa por uma empresa desse segmento.

google meu negocio nos resultados locais

Segundo dados da Rock Content:

"Empresas que verificam as informações do Google Meu Negócio têm duas vezes mais chances de serem consideradas como confiáveis pelos consumidores, segundo informações da própria empresa."

Já o Google diz que:

"As empresas que incluem imagens nos perfis recebem 42% mais solicitações de rota no Google Maps e 35% mais cliques para acessar o site do que as que não adicionam."

Portanto, verifique sua página no Google Meu Negócio, preencha os seus dados na plataforma e continue atualizando o perfil com fotos, postagens, e respondendo às avaliações.

Como se inscrever ou reivindicar sua página no Google Meu Negócio.

Tipos de campanhas

Existem diferentes tipos de campanha no Google Ads e elas estao disponíveis com base no seu objetivos.

Veja a imagem abaixo. 

tipos de campanhas do Google

Antes de escolher o tipo de campanha, o Google lhe pergunta qual o objetivo.

Isso faz todo sentido pois, por exemplo, se o anunciante quer gerar alcance e reconhecimento para si ou a marca, faz mais sentido anunciar na rede de Display ou no Youtube do que em outros tipos de campanha.

Ok, mas quais os tipos de campanha disponíveis?

Você deve estar se perguntando.

Sem mais delongas, vamos a elas:

Rede de Pesquisa

O tipo de campanha mais comum é o de rede de pesquisa.

Neste tipo de campanha, seu anúncio aparece quando o usuário pesquisa no Google (ou sites parceiros do Google) através de uma palavra-chave que voce possui nos seus grupos de anúncio.

É o bom e velho links patrocinados nos resultados de busca do Google.

rede de pesquisa do Google

Rede de Display

A rede de display são sites parceiros do Google que disponibilizam espaços em seus sites para mostrar anúncios em troca de remuneração.

Um dado importante:

mais de 95% dos sites de conteúdo da internet fazem parte da rede de display através do programa Google Adsense.

Outros produtos do Google também estão inseridos na rede de display como Gmail e Youtube.

A rede de Display oferece uma ampla gama de segmentações, como idade, sexo, interesses, remarketing e, inclusive, a audiência dos seus concorrentes.

 

rede de display

 

Google Shopping

Anúncios de produtos de lojas virtuais que aparecem nos resultados de busca do Google.

Para anunciar neste tipo de campanha você deve ter uma loja virtual e uma conta no Google Merchant Center, onde irá configurar o seu feed de produtos.

google shopping

Vídeo

A campanha de vídeo está em um crescimento robusto.

Oferece uma forma incrível de divulgar conhecimento, conteúdo, marcas e produtos.

Na imagem abaixo, vemos que mais da metade dos anúncios no Youtube sao assistidos no celular.

Formatos de anúncio de vídeo:

- TrueView In-Stream Puláveis (In Stream - Skippable Ads);
- TrueView In-Stream não Puláveis (In Stream - Non Skippable Ads);
- Bumper Ads;
- TrueView Discovery.

youtube formatos de anuncios

Vamos saber um pouco mais sobre cada formato.

TrueView In-Stream Puláveis

O vídeo anunciado no formato TrueView In-Stream Pulável pode aparecer antes, durante ou depois dos vídeos no Youtube (sendo que o vídeo pode estar sendo visualizado no próprio Youtube ou em qualquer outro site).

Nele, o usuário pode pular o anúncio após 5 segundos de visualização.

Para o anunciante o bom é que você só pagará se o usuário assistir, pelo menos, 30 segundos.

Já se o seu vídeo for menor do que 30 segundos, você só pagará se o usuário assistir todo o vídeo.

Youtube Trueview

TrueView In-Stream Não Puláveis

Segundo um estudo, 76% dos usuários pulam os anúncios do Youtube.

Desta forma, você pode escolher um formato de anúncio que obriga o usuário a assisti-lo.

O vídeo anunciado no formato TrueView In-Stream Não Pulável deve ter uma duração máxima de 15 segundos e as pessoas não podem passá-lo.

O formato está disponível nas campanhas com objetivo de Reconhecimento de Marca e Alcance.

O anunciante será cobrado a cada mil impressões (visualizações de anúncio), ou seja, pelo formato CPM.

Bumper Ads

Muito parecido com os TrueView In-Stream Não Puláveis, o formato Bumper Ads não permite que o usuário pule.

Mas talvez ele ofereça menos "sofrimento" ao usuário: os anúncios bumper tem apenas 6 segundos de duração.

O formato, assim como os anúncios TrueView In-Stream Não Puláveis é por mil impressões (CPM).

TrueView Video Discovery

Este é um formato bem interessante.

O anúncio é exibido nos resultados de pesquisa e pode ser exibido também abaixo de um vídeo em que o usuário está assistindo.

 

Abaixo um exemplo na prática do anúncio Discovery nos resultados de busca do Youtube.

discovery ads

Quer anunciar no Google mas não possui um vídeo?

Youtube oferece 2 opções:

Display Ads: abaixo destacado em vermelho;

 In-display ads

In-video overlay ads: banner que aparece sobre o vídeo;

in-video overlay ads

Em um mundo ideal, os anúncios deveriam ser relacionados ao vídeo.

Porém isso nem sempre acontece.

Por fim, uma métrica importante para avaliar seus vídeos.

Uma CTR (taxa de cliques) dos seus vídeos que variem de 0,8% a 2% está muito bom!

O último tipo de campanha é o de App.

De olho nas palavras-chave: planejador de palavras-chave

Este é o primeiro ponto para deixar suas campanhas bombando dentro do Google Ads.

Escolha as opções que pareçam mais apropriadas.

Mas como e por onde começar?

Busque palavras-chave específicas para representar sua marca, serviços ou produtos (use o planejador do Google para ajudar).

Recomendo usar o planejador do Google Ads.

Para acessar, vá na sua conta e procure por Ferramentas e Configurações.

OBS: Se você ainda não criou uma campanha de pesquisa e possui apenas a campanha SMART criada aqui, você não verá esta aba. Portanto, crie uma campanha de rede de pesquisa para ter acesso a estas informações.

 Descobrir novas palavras-chave

Nesta etapa, você possui 2 opções. Escolha Descobrir novas palavras-chave.


Após, você poderá escolher um site para começar, desta forma, terá acesso a todas as palavras-chave orgânicas (não pagas) que o site em questão possui e terá ideias de palavras-chave para adicionar aos seus grupos de anúncio.

Existem diversas opções, no exemplo adicionei o filtro de palavra-chave e retirei o nome da empresa.

filtrar palavras-chave pelo site

Antes de mais nada, mude a localização para o estado ou cidade em que você deseja anunciar.

Desta forma terá acesso a números corretos.

Também sugiro retirar termos não relevantes através de um filtro.

Existem diversas opções, no exemplo adicionei o filtro de palavra-chave e retirei o nome da empresa.

planejador filtros

Quando encontrar termos relevantes, com baixa concorrência, bom volume de buscas e cpc (custo por clique) não muito alto, é hora de adicioná-las à sua campanha ou plano (o plano oferece uma estimativa de custo por conversão e conversões que você obterá).

adicionar a campanha

Lembre-se: quanto mais específicas as palavras-chave forem, melhor!

Deixe de fora todos os termos genéricos. Eles são muito disputados e tendem a tirar ter pouca conversão.

E aqui uma dica de ouro: caso você encontre palavras-chave que convertem mais, tire-as de uma campanha na qual elas estão dividindo o orçamento com outros grupos de anúncio e coloque-as em uma campanha com orçamento só pra ela.

Isso vai fazer com que a taxa de conversão da conta aumente e o custo geral de conversão da conta diminua.

De olho nos lances

Ao escolher as palavras-chave do seu anúncio, você vai passar pelo leilão de palavras do Google Ads.

Mas atenção: a melhor estratégia de um leilão não é investir no maior lance possível. Isso porque apostar nas palavras mais caras pode significar desperdício de dinheiro.

Por isso a importância de priorizar palavras cujas buscas sejam médias, baixas ou ainda mais específicas, conforme dissemos acima.

Aí você pode pensar: “mas por que vou investir em palavras que estejam com baixa procura?”.

Na realidade, existem palavras-chave “cauda curta” e “cauda longa”.

Palavras-chave de cauda curta possuem um grande volume de buscas, mas são mais genéricas.

Portanto, você pode atrair muitos cliques, mas baixa conversão, pois são termos extremamente vagos.

Já a cauda longa é a estratégia que utiliza palavras-chave mais longas e que permitam alcançar usuários com mais intenção de compra.

Um exemplo ilustrativo para entender melhor: se você for uma loja virtual que vende calçados e deseja criar um anúncio para vender os tênis Nike para basquete, qual palavra-chave você acredita que terá mais sucesso em captar o cliente certo: "tênis" ou "preço tênis nike para basquete"?

É claro que será o termo mais preciso: “preço tênis nike para basquete”.

Entretanto, se compararmos as duas palavras-chave, o termo “tênis” possui muito mais volume de buscas...

Pode parecer óbvio, mas muitos anunciantes ainda cometem este erro simples e que pode comprometer toda a estratégia.

Nesta etapa, chegamos às estratégias de lance.

Estratégias de lance estão diretamente alinhadas aos seus objetivos.

A estratégia que você já conhece é a CPC Manual, em que o anunciante define o custo que deseja pagar por cada clique em cada palavra-chave.

Conheça outras:

Maximizar conversões: Deseja gerar o máximo de conversões dentro do seu orçamento. Precisará do acompanhamento de conversões configurado no seu site. É uma estratégia de lance automático, ou seja, o Google que define o valor do CPC;

ROAS Desejado: esta estratégia é focada em ecommerce. Quando você sabe o retorno que deseja ou quando é possível contabilizar o valor de uma conversão (venda no e-commerce, por exemplo), vale a pena usar esta estratégia. Lembrando: ROAS = Receita - gastos com publicidade / gastos com publicidade. É uma estratégia de lance automático, ou seja, o Google que define o valor do CPC;

CPV: O custo por visualização de vídeo é usado para as campanhas de vídeo. Lembrando, o Youtube contabiliza como visualização quando o usuário vê 30 segundos do vídeo ou todo, se o seu vídeo for menor do que 30 segundos;

Parcela de impressões desejadas: A Parcela de impressões desejada é uma estratégia de Lances inteligentes que define lances automaticamente com o objetivo de exibir o anúncio na primeira posição, na parte superior ou em qualquer posição da página de resultados de pesquisa do Google. É uma estratégia de lance automático, ou seja, o Google que define o valor do CPC;

Custo por conversão desejado: Quando você tem um histórico de conversões e sabe quanto quer pagar por uma conversão, esta estratégia é a ideal. É uma estratégia de lance automático, ou seja, o Google que define o valor do CPC;

CPC Otimizado: Custo por clique otimizado para conversões. Ideal para quem quer ter controle dos custos por clique mas que o Google otimize para alcançar buscas com mais chances de converter;

CPM: custo por mil impressões: foco na visualização dos seus anúncios. Você paga quando o anúncio por visualizado mil vezes.

Um ponto importante, a estratégia de parcela de impressão desejada pode fazer sentido quando você trabalha com um concorrente forte e deseja ter certeza de que aparecerá na frente dele.

Uma informação que pode ajudá-lo a escolher a melhor estratégis de lances é a imagem abaixo, nela você pode ver que a grande maioria dos cliques (75%) vão para as primeiras posições.

Uma estratégia automatizada deixará o critério de quando e em que posiçao aparecer nas mãos do Google.

resultados de busca a ctr

Confira a posição no orgânico e a taxa de cliques.

ctr e posicao

Negativar Termos de Busca

Uma das coisas mais importantes que você deve fazer para a saúde da sua conta e evitar, literalmente, rasgar dinheiro, é negativar os termos de busca de sua campanha.

Muitos anunciantes iniciantes acreditam que as palavras-chave que acionam seus anúncios são aquelas que ele adicionou à conta.

Nada mais longe da realidade.

O Google mostrará seus anúncios para termos de busca relacionados a esta palavra-chave.

Como assim os termos que acionam os meus anúncios não são necessariamente as palavras-chave que eu escolhi?

A rede de pesquisa do Google existe um recurso chamado correspondência de palavras-chave.

É através dela que você pode ter mais controle sobre os termos que podem acionar seus anúncios.

 

Tipo de correspondênciaQuando UsarSímboloExemplo
ExataComo o nome diz, oferece maior controle sobre quais termos acionam os anúncios. O Google ampliou recentemente a correspondência exata para permitir sinônimos muito próximos à palavra-chave original, bem como termos que possuem a mesma palavra-chave com artigos e preposições.[]A palavra-chave na correspondência exata [Carro fiat a venda] acionará termos como automóvel fiat a venda, carro fiat a venda, carro da fiat a venda, etc.
 Ampla A correspondência ampla permite que o Google tenha mais liberdade para mostrar seus anúncios para termos de busca diversos.

Podem acionar seus anúncios:
- Sinônimos
- Erros ortográficos
- Pesquisas relacionadas
- Plurais
- Variações relevantes do termo

A correspondência ampla será atribuída por padrão a todas as palavras-chave, portanto, ela não possui um símbolo. Você pode adicionar o sinal de + antes de um termo que você deseja que, obrigatoriamente, apareça nos termos de buscas que acionem seus anúncios. A palavra-chave na correspondência ampla vinho salton malbec pode fazer seus anúncios aparecerem para termos de busca como espumante salton, vinho cabernet garibaldi,vinho merlot.

Já se utilizar o modificador (+) antes de um termo, você assegura de que apenas as buscas com aquele termo irão acionar seus anúncios, exemplo, vinho merlot +salton pode fazer seus anúncios aparecerem para termos de busca como espumante doce salton, vinho cabernet salton, vinho malbec salton.

 
Frase  A palavra-chave de correspondência de frase oferece menos restrição do que a exata mas mais controle do que a ampla.

Esta correspondência acionará seus anúncios para buscas que possuem a sua palavra-chave na ordem em que você adicionou.

Pode haver palavras-chave antes ou depois, mas nada entre os termos da sua palavra-chave

"" A palavra-chave na correspondência da frase "Carro fiat a venda" acionará termos como: Onde encontrar carro fiat a venda, carro fiat a venda no Rio de Janeiro, carro fiat a venda novo, etc.

Existe outro tipo de palavra-chave que você deve trabalhar, são as palavras-chave negativas.

Quando você encontrar um termo de busca que está acionando o seus anúncios e que você não deseja que continue, clique na caixa de seleção ao lado dele e aparecerá a opção adicionar como palavra-chave negativa.

Desta forma, você garante que aquele termo de busca não vai mais ativar seus anúncios no seu grupo de anúncios.

Uma boa dica é, se você não quiser que o termo acione qualquer um dos anúncios da sua campanha, adicioná-lo a toda a campanha.

termos de busca no google ads

O último ponto sobre negativar as palavras-chave é criar uma lista de palavras-chave negativas.

Desta forma, sempre que você criar uma campanha, você pode adicioná-la a elas.

É uma forma simples e rápida de evitar desperdício de dinheiro com termos errados.

lista de palavras-chave negativas

Por que acompanhar as métricas do Google?

Esta parte é tão importante que demos a ela um parágrafo à parte. A resposta para essa pergunta é simples: para não perder dinheiro! A plataforma do Google Ads permite o acompanhamento das métricas de todas as campanhas que você criar.
Desta forma, é possível analisar quais estão apresentando um bom desempenho e quais precisam de tratamento. Também se pode editar os conteúdos por dentro da própria plataforma. E se julgar que uma campanha está performando bem, aproveite para criar outra com base no que deu certo. Uma excelente dica é criar várias versões de um mesmo anúncio e analisar, posteriormente, qual se saiu melhor.

Nós da Alt sugerimos o acompanhamento de algumas métricas, como:

- CTR, CPM, CPC, Métricas de índice de qualidade (qualidade do anúncio, CTR esperada, qualidade da página de destino), Custo/Conversão, conversões, Parcela de impressão na pesquisa, Parcela de impressões perdidas devidas ao orçamento, Parcela de impressões perdidas devidas à classificação.

- Se você estiver realizando uma campanha de YouTube, considere usar também as métricas de vídeo como CPV e visualização (25%, 50%, 75%, 100%)

Todas estas métricas vão lhe proporcionar uma boa visão da performance da campanha.

E outra dica de ouro (essa é absolutamente imperdível): é vital instalar o Código de acompanhamento de conversões do Google e realizar a integração de contas do Google Ads e Google Analytics.

Isso lhe permitirá importar audiências e métricas poderosas do Google Analytics, bem como realizar campanhas através dos públicos de remarketing.

Analisando a concorrência

Uma dica importante é avaliar os anúncios e termos que a sua concorrência está trabalhando.

Você pode usar um recurso bem interessante do Google Ads para descobrir com quem seus anúncios estão aparecendo.

Para acessar, basta ir pelo mesmo caminho dos termos de busca, só que, ao invés de buscar nos termos de busca, clique o botão logo abaixo.

analisando a concorrencia no google ads

Em Domínio de url de visualização você pode ver os concorrentes que estão aparecendo com você no Google

Nas palavras do Google:

A "parcela de impressões" é a quantidade de impressões recebidas dividida pela quantidade estimada de impressões que você estava qualificado para receber.

A "Taxa de sobreposição" é a frequência com que seu anúncio e o anúncio de outro anunciante receberam uma impressão no mesmo leilão.

A "Taxa de posição superior" é a frequência com que o anúncio de outro anunciante é exibido em uma posição mais elevada em relação ao seu anúncio no mesmo leilão, quando seu anúncio e o dele são exibidos ao mesmo tempo.

A "Taxa da parte superior da página" é a frequência com que seu anúncio (ou o anúncio de outro anunciante, dependendo de qual linha você está visualizando) foi exibido na parte superior da página nos resultados da pesquisa.

A "Taxa da parte superior da página" é a frequência com que seu anúncio (ou o anúncio de outro anunciante, dependendo de qual linha você está visualizando) foi exibido na parte superior da página nos resultados da pesquisa.

Excluindo Públicos não relevantes

Um ponto fundamental é excluir públicos não relevantes.

Em alguns segmentos, eles podem simplesmente inviabilizar o seu investimento.

É o caso do segmento de facilities, por exemplo. 

Área que vende serviços de portaria, limpeza (...) para condomínios e empresas.

Por ser um segmento com alta rotatividade, existe também grande procura por emprego e vaga.

Se não for bem filtrado, 90% dos cliques serão de trabalhadores procurando vagas.

Como resolver?

Além das tradicionais listas de palavras-chave negativas, é obrigatório excluir os públicos indesejados.

Neste caso, para empresas de facilities que procuram clientes, seriam os trabalhadores procurando vagas.

Veja na imagem.

exclusão de públicos

 

Google Analytics para campanhas de Google Ads

Uma parte essencial para o sucesso das suas campanhas é integrar o Google Analytics ao Google ads.

É essencial também configurar suas conversões, sem elas, o sucesso da sua campanha correrá risco.

Devido a complexidade, sugerimos um auxílio do programador.

O que podemos adiantar é que, a forma mais assertiva e rica de configurar suas conversões é através da criação de eventos.

Para iniciar o processo de vinculação, iremos fazer dos dois lados, trazendo dados do Google Ads para o Google Analytics e, desta forma, ver os dados das campanhas na conta do Google Analytics, bem como o contrário, trazendo dados do Google Analytics para o Google Ads.

Primeiro vamos trazer os dados do Google Ads para o Google Analytics.

Na tela inicial do Google Analytics, clique em administrador.

administrador no google analytics

Depois, vamos à Vinculação do Google Ads.

vinculacao google ads e google analytics

Após, selecione a sua conta de anúncios e siga os passos indicados.

vinculação google ads e google analytics

Dados do Google Analytics para o Google Ads.

Acesse o menu ferramentas e clique em contas vinculadas

acesso a conta google ads.png

Depois, acesse o Google Analytics no botão detalhes.

conta google analytics no google ads

Por último, vincule a sua conta.

Atribuição: por que voce pode estar avaliando seus investimentos de forma errada?

Diferentes plataformas vão dar os créditos pelos resultados de forma diferente.

Não sei se você já notou, mas as conversões do Facebook oferecem uma visão diferente do Google Analytics por exemplo.

Enquanto o Google sugere que o Facebook gerou apenas 10 conversões, se você for ver em suas campanhas de conversão (precisa instalar o Pixel, ok?) ele informará que o Facebook gerou 20.

Qual o problema?

Esta diferença é normal e até previsível.

Isso porque o Google Analytics não possui acesso aos dados do Facebook.

Ele não sabe, por exemplo, quando um usuário viu um anúncio no Facebook mas não clicou e que depois, por causa deste anúncio, ele acessou o site pelo Google e comprou.

No Google Analytics, o mérito será do Google, já no Facebook ele apontará como uma conversão da plataforma.

Lembrando que o Facebook possui uma janela de 28 dias para clique e 1 dia para visualização.

Isso significa que se alguém clicar em um anúncio do Facebook e, dentro da janela de 28 dias, comprar ou converter, o Facebook apontará como conversão dele.

Já se o usuário apenas visualizar um anúncio e não clicar, o prazo é de 1 dia. Ou seja, se ele comprar/converter dentro de um dia após visualizar um anúncio o Facebook dá o crédito pra ele mesmo.

Tá e agora?

Como falei, o Google Analytics oferece dados de atribuição de último clique. Que dá o crédito ao canal diretamente responsável pela conversão (compras, preenchimento de formulário...)

E isto cria confusão.

Existem canais que atuam mais no topo da jornada e, se você retirá-lo, algumas conversões deixarão de existir. O problema é que, nos relatórios de canais, eles não aparecem.

Veja o exemplo do e-commerce abaixo.

Ele aponta mais de R$100mil de vendas pelo Google Ads.

Mas este relatório aponta apenas as conversões de último clique.

Aquelas em que o usuário clicou no anúncio e comprou direto.

relat

Se contabilizarmos as conversões que foram apenas iniciadas pelo Google Ads, por exemplo, o usuário clica no anúncio do Google, acessa o site mas não compra.

Depois, por um canal diferente, como anúncio de Facebook, ele acessa o site e ai sim compra, no relatório do Google Analytics, o mérito é do Facebook.

Você só saberá que o Google participou da conversão acessando o relatório de Funil Multicanal.

relatório de funil mutlicanal

A partir deste relatório, é possível ver que o Google Ads gerou um adicional de mais de R$80mil de vendas indiretas e que se o anunciante deixasse de anunciar ou diminuísse o valor provavelmente perderia.
Eu posso mudar a atribuição?

Pode e sugerimos que teste para ver qual faz mais sentido para você e o seu negócio.

Aqui você pode ler mais sobre modelos de atribuição.

Anunciar no Google para Lojas virtuais

Para lojas virtuais, o Google Ads é uma ferramenta fantástica.

Em conjunto com a plataforma do facebook, é possível chegar facilmente a casa dos milhões de vendas.

Campanhas sugeridas:

SMART: Se o seu e-commerce possui diversos produtos, pode ser uma boa estratégia criar campanhas SMART focando em marcas ou produtos específicos;

Pesquisa: estratégia de lances de CPA desejado, Maximizar conversões, ROAS desejado;

Video: Discovery Ads e TrueView pulável são boas dicas para aumentar o alcance;

Display: o bom e velho remarketing;

Google Shopping: Obrigatório.

Anunciar no Google para o mercado imobiliário

Para o mercado imobiliário, não tem como fugir da campanha de pesquisa. Uma dica que eu sugiro e tenho visto MUITO pouco são as campanhas de vídeo.

Hoje as pessoas assistem ao Youtube pela TV, imagina um vídeo de 15 segundos (Trueview não Pulável) falando sobre o seu imóvel com link para o seu site?

Anunciar no Google para escolas e universidades

Escolas e universidades perdem muito por não possuir um bom canal no Youtube.

É obrigatório inserir nas suas campanhas de anúncio uma estratégia para Youtube.

Além disso, campanhas de pesquisa e display são muito importantes.

Anunciar no Google para tele-entregas

Para campanhas em que você deseja aparecer na hora exata, não tem como fugir: SMART e pesquisa.

Como a campanha envolve decisão rápida, a pessoa está decidindo o que vai chamar, estratégia de lances de maximizar cliques pode ser interessante, mas teste também o CPC otimizado.

Anunciar no Google para concessionárias

Devido ao ambiente extremamente competitivo, as concessionárias devem trabalhar de forma inteligente.

Campanhas ideais são:

Smart
Pesquisa
Vídeo
Display

A ideia é construir uma estratégia de funil completo, desde o momento que o usuário começa a pesquisar um tipo de marca ou carro no Google ou Youtube.

Um site com alta taxa de conversão é absolutamente obrigatório.

Anunciar no Google para clínicas odontológicas

O mercado de odontologia está cada vez mais próximo do saturado, como conseguir se diferenciar?

Um bom anúncio de Youtube, mostrando pacientes (sem antes e depois, pois é proibido até o momento).

Não há como fugir da campanha de rede de pesquisa com a estratégia de lances para maximizar conversões, CPC Otimizado e CPA desejado.

Anunciar no Google para empresas de serviços

Sugiro campanhas de vídeo para mostrar o seu serviço e gerar reconhecimento, associado a uma estratégia de conteúdo no Youtube.

Além disso, pesquisa. É o tipo de campanha que oferece melhores resultados em termos de conversão.

Aposte na estratégia de lances para maximizar conversões, CPC Otimizado e CPA desejado.

É importante que você saiba que, durante a pandemia, alguns produtos do Google tiveram um aumento e outros uma diminuição de acessos. 

Ferramentas que podem ajudar

Ferramentas como SEMrush são altamente recomendadas para analisar o seu mercado e a estratégia do seu concorrente.

Também recomendamos a SpyFu.

Como escolher uma agência competente para realizar a gestão da sua campanha

Escolher um bom parceiro é fundamental.

Sou contra a ideia de internalizar tudo.

Um parceiro externo possui a experiência de ter trabalhado com várias contas e conhecer a fundo as estratégias e disciplinas de marketing digital.

O que você deve avaliar:

Peça portfólio de clientes e analise-os no SEMrush: confira os anúncios, se são bem escritos e sem erros, confira o site do cliente, etc.

Pergunte sobre a rotina de gestão das campanhas: quantas horas de envolvimento, quem trabalhará na conta, etc;

Pergunte sobre os principais cases dele e empresas que atende;

Tem alguma reunião periódica com os clientes?

Peça um exemplo de relatório enviado aos clientes;

Como será o processo de atendimento.

Quais cursos recomendamos para você aprender a anunciar no Google Ads

Sugiro, primeiramente, que você acesse os conteúdos gratuitos do Google e outros especialistas.

Você vai aprender e tirar muito mais proveito deste investimento se nivelar o seu conhecimento e usar um bom curso para se aprofundar.

O que sugerimos de início:

Guia do Google Ads

Após, você poderá encontrar bons conteúdos no Canal do Pedro Sobral ou Conversão Extrema.

Conclusão

Boas estratégias de marketing digital devem contemplar o Google Ads, sem dúvidas.

A ferramenta, apesar de intuitiva e didática (o Google é ótimo nisso), presume conhecimento. De nada adianta criar anúncios soltos, sem pensar efetivamente em uma estratégia.

Segmente seu público, estabeleça um orçamento (que nem precisa ser milionário) e crie boas campanhas, explorando formatos inteligentes e atrativos com os quais seu futuro cliente vai gostar de interagir.

Anunciar no Google não é um pesadelo. Mas você pode ter pesadelos se não atingir resultados e ainda desperdiçar dinheiro! Pense nisso.

Converse com a Alt

Somos parceiros do Google e viciados em resultados.

Há anos, nosso dia a dia é administrar e potencializar campanhas que fazem nossos clientes venderem mais. Nossa equipe está o tempo todo conectada a atualizações e ao que de mais relevante o mundo digital pode oferecer.

Vamos conversar?

Afinal de contas, agora que você já tem conhecimento sobre a complexidade do Google Ads, poderemos construir juntos a mais assertiva estratégia para alavancar seu negócio na internet.

Contate-nos: 3557-0234.


Análise gratuita da sua
performance digital

Receba uma análise sem custo da performance da suas campanhas
de Google Ads, Facebook Ads, Redes Sociais ou Website.

Recomendaremos ações e sugestões de melhoria.